Ações
de Formação
Continua

Educação Especial
Necessidade Educativas Especiais
Classificação Internacional de Funcionalidade
Educação Cognitiva

Temas Atuais de Educação Especial

21/03 a 05/04

Classificação Internacional da Funcionalidade (CIF): Da Teoria à Prática

15/03 a 03/04

Educação Cognitiva: Introdução aos Programas de Aprender a Pensar

26/04 a 31/05

O Comportamento Adaptativo na intervenção com os Alunos com Necessidades Educativas Especiais

03/05 a 24/05
Duração Créditos Custos Numerus Clausus
25 horas 1 (atribuido pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua) 150€ Minimo - 10
Inscrever

Inscrições Até: 02/05

Destinatários

Educadores de Infância, Professores (1.º, 2.º, 3.º ciclo e secundário), Professores de Educação Especial, Profissionais de Saúde (Psicólogos, Terapeutas), Assistentes Sociais, Pais e outros profissionais/estudantes que pretendam adquirir e/ou consolidar conhecimentos nesta componente

Formadores

Sofia Santos; Pedro Morato

Âmbito

Nos últimos anos a avaliação pelo Comportamento Adaptativo (CA) tem vindo a ser reconhecido como um fator primacial na avaliação dos indivíduos, ao nível da despistagem e identificação da DID, procurando estabelecer as relações existentes entre o legado genético e a influência do envolvimento, observando-se um aumento substancial do seu reconhecimento como critério indicador da frequência e intensidade dos comportamentos atuais e práticos, na vivência diária dos sujeitos.

Objectivos

Objetivo geral da formação

Desenvolver competências no âmbito da aplicação de instrumentos de avaliação a nível adaptativo: a Escala de Comportamento Adaptativo versão Portuguesa

Objetivos pedagógicos/específicos da formação
  • Dominar as novas terminologias e paradigmas face à Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental
  • Compreender o modelo humano multidimensional
  • Dominar o processo de avaliação e o da avaliação adaptativa
  • Compreender a filosofia subjacente à avaliação do comportamento adaptativo na participação efetiva dos indivíduos com DID
  • Aplicar a escala de comportamento adaptativo versão portuguesa
  • Contextualizar a avaliação adaptativa no plano de vida individual

Plano Curricular

  1. Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental (4h):
    • Definição e Perspetiva Histórica
    • Características gerais, Incidência e Frequência
    • Classificação, Diagnóstico e Perfil de apoios
    • Modelo do funcionamento humano: funcionamento cognitivo e o comportamento adaptativo
  2. Comportamento Adaptativo (5h):
    • DID = QI + CA (comportamento adaptativo)
    • Definição de Comportamento Adaptativo
    • Comportamento Adaptativo e suas componentes
    • Avaliação social vs psicométrica (CA e QI)
    • Estudos sobre comportamento adaptativo
    • Novas tendências
  3. Avaliação do CA: Escala de Comportamento Adaptativo versão Portuguesa (ECAP - 2h):
    • Perspetiva histórica e Outros instrumentos de avaliação similares
    • Processo de adaptação e validação da ECAP
  4. Apresentação da ECAP: Objetivos, Constituição (domínios e fatores);
    • Pressupostos; Administração e Cotação;
    • Observações e Recomendações
  5. Aplicação da ECAP (12h)
    • Cotação e classificação
    • Interpretação dos Resultados
  6. Tabelas normativas
  7. Intervenção com a População com DID (2h)
    • Objetivos e Princípios da Intervenção
    • Apoios, Funcionalidade e Qualidade de Vida
    • Conclusões e Recomendações

Calendário

Dia Horário Horas
Quarta (03/05/2017) 17h00/21h00 4.0
Quarta (10/05/2017) 17h00/21h00 4.0
Quarta (17/05/201/) 17h00/21h00 4.0
Sábado (20/05/2017) 09h00/13h00 4.0
Sábado (20/05/2017) 14h00/18h30 4.0
Quarta (24/05/2017) 17h00/22h00 5.0

Competências a Adquirir

  1. Compreender a nova definição de Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental.
  2. Domínio teórico e prático do modelo concetual e de aplicação do comportamento adaptativo no contexto educativo (avaliação e intervenção).

Avaliação

Assiduidade minima de 2/3 do total de horas do curso

  • Participação e Motivação (20%)
  • Aplicação da ECAP a um caso real, individual ou a pares, e elaboração de um relatório técnico-científico por escrito (80%)

Coordenação

Pedro Morato

Duração Créditos Custos Numerus Clausus
25 horas 1 (atribuído pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua) 150€ Minimo - 10
Inscrever

Inscrições Até: 14/03

Destinatários

Educadores de Infância, Professores (1.º, 2.º, 3.º ciclo e secundário), Professores de Educação Especial, Profissionais de Saúde (Psicólogos, Terapeutas), Assistentes Sociais, Pais e outros profissionais/estudantes que pretendam adquirir e/ou consolidar conhecimentos nesta componente

Formadores

Sofia Santos e Cristina Espadinha

Âmbito

De acordo com o Decreto-Lei n.º 3 de 2008, e no âmbito dos apoios especializados para a adequação do processo ensino-aprendizagem dos alunos com necessidades educativas, é exigido, no artigo 6.º, um relatório técnico-pedagógico (em equipa). Este relatório, parte integrante do processo do aluno, deve ser baseado na Classificação Internacional da Funcionalidade (CIF), cujos resultados serão preponderantes na elaboração do programa educativo individual (PEI), que deve identificar os indicadores de funcionalidade e os fatores ambientais (facilitadores ou barreiras) à participação do aluno na vida escolar, para o estabelecimento de um perfil de funcionalidade individual.

Objectivos

  • Descrever o percurso histórico das classificações e abordagens da funcionalidade e incapacidade, especificamente, da CIF
  • Diferenciar os Modelos associados à CIF
  • Promover o conhecimento do novo paradigma de avaliação da funcionalidade por referência à CIF
  • Desenvolver competências para a compreensão e utilização da CIF nas diferentes áreas
  • Compreender a CIF como quadro de referência na Educação Especial
  • Caracterizar os objetivos, a constituição, funcionamento e cotação da CIF
  • Fomentar a aplicação da CIF por diversos intervenientes no processo educativo de alunos com necessidades educativas especiais
  • Estimular a reflexão na interpretação dos resultados contextualizando no meio onde cada aluno se insere
  • Dominar o processo de aplicação do instrumento de avaliação CIF
  • Aplicar a CIF a um caso prático
  • Compreender as implicações práticas da CIF a nível individual, institucional e sociopolítico

Plano Curricular

  1. Módulo I (10h) - Evolução histórica da CIF
    • Modelos no estudo da Deficiência (Médico, Social e Biopsicossocial)
    • Diferentes tipos de Classificação
    • A Classificação Internacional da Funcionalidade, Incapacidade e Saúde como quadro de Referência na Educação Especial
    • Princípios da CIF
    • Objetivos da CIF
    • Aplicações da CIF
  2. Módulo II (6h) – Protocolo de Aplicação da CIF: constituição, organização, cotação e funcionamento da CIF
    • Descrição da constituição da CIF (partes, componentes, domínios e constructos)
    • Codificação e sistema alfanumérico
    • Qualificadores e Categorias
    • Estrutura global da CIF
    • A CIF e as outras classificações
  3. Módulo III (9h) - Aplicação da CIF a um caso prático e discussão do mesmo
    • Perspetiva histórica e Outros instrumentos de avaliação similares
    • Planificação do processo de avaliação da CIF
    • Preenchimento da Checklist da CIF de um caso prático
    • Resultado final da avaliação e discussão do mesmo

Calendário

Dia Horário Horas Total
Quarta (15/03/2017) 17h00/21h00 4.0
Quarta (22/03/2017) 17h00/21h00 4.0
Quarta (29/03/2017) 17h00/21h00 4.0
Sábado (01/04/2017) 09h00/13h00 4.0
Sábado (01/04/2017) 14h00/18h00 4.0
Segunda (03/04/2017) 17h00/22h00 5.0 25

Competências a Adquirir

  1. Domínio teórico e prático do modelo concetual e de aplicação no contexto educativo.

Avaliação

Assiduidade minima de 2/3 do total de horas do curso

  • Participação e Motivação (20%)
  • Aplicação da CIF a um caso real, individual ou a pares, e elaboração de um relatório técnico-científico por escrito (80%)

Coordenação

Sofia Santos

Duração Créditos Custos Numerus Clausus
25 horas 1 (atribuído pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua) 150€ Minimo - 10
Inscrever

Inscrições Até: 21/03

Destinatários

Educadores de Infância, Professores do 1.º, 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico, Professores do Ensino Secundário, Professores de Educação Especial, Psicólogos, Terapeutas e Dirigentes de Agrupamentos Escolares

Formadores

Ana Rodrigues; Cristina Espadinha; Marco Ferreira; Pedro Morato; Sofia Santos; Teresa Brandão; Vitor Cruz

Âmbito

A presente Formação de professores pretende constituir-se como mais um contributo para concretizar, em Portugal, a perspetiva da Educação para Todos, hoje amplamente reconhecida mas não completamente implementada, nomeadamente, no nosso país.

Objectivos

  • Conhecer o enquadramento escolar e legislativo das crianças com necessidades educativas especiais
  • Compreender a diversidade humana e o desenvolvimento “normal” e “atípico”
  • Adquirir conhecimentos sobre as perturbações do neurodesenvolvimento mais comuns em sala de aula
  • Adquirir competências para desenvolver práticas de Inclusão em diferentes contextos de intervenção
  • Compreender o processo de Transição para a Vida Ativa
  • Identificar Facilitadores e Barreiras na Transição para a Vida Ativa e Adulta

Plano Curricular

  1. Educação e Educação Especial: um paradoxo do sistema educativo (3,5h)
  2. Comunidade, escola e família (3,5h)
  3. As perturbações do neurodesenvolvimento no ensino regular (4h)
  4. A pedagogia diferenciada e os desafios na sala de aula (3,5h)
  5. As tecnologias como facilitadoras do processo de inclusão (3,5h)
  6. A escola e a comunidade no processo de transição para a vida ativa (3,5h)
  7. A educação cognitiva como fator de desenvolvimento humano (3,5h)

Calendário

Dia Horário Horas
Quarta (22/02/2017) 17h30/21h30 3.5
Quarta (01/03/2017) 17h30/21h00 3.5
Quarta (08/03/2017) 17h00/21h00 4.0
Quarta (15/03/2017) 17h30/21h00 3.5
Quarta (22/03/2017) 17h30/21h00 3.5
Quarta (29/03/2017) 17h30/21h00 3.5
Quarta (05/04/2017) 17h30/21h00 3.5

Competências a Adquirir

  1. Dominar conceitos e teorias da Educação especial
  2. Conhecer diferentes perturbações do neurodesenvolvimento
  3. Compreender a abordagem ecológica da educação especial
  4. Ser capaz de utilizar algumas metodologias de intervenção

Avaliação

Assiduidade minima de 2/3 do total de horas do curso

  • Participação e Motivação (20%)
  • Reflexão individual (80%)

Coordenação

Marco Ferreira

Duração Créditos Custos Numerus Clausus
25 horas 1 (atribuído pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua) 150€ Minimo - 10
Inscrever

Inscrições Até: 25/04

Destinatários

Educadores de Infância, Professores (1.º, 2.º, 3.º ciclo e secundário), Professores de Educação Especial, Profissionais de Saúde (Psicólogos, Terapeutas)

Formadores

Vitor Cruz

Âmbito

Na sociedade dos nossos dias deixou de ser importante ensinar conteúdos e passou a ser fundamental o ensino de estratégias para aprender a pensar. Assim, mais do que se centrar na aquisição e na retenção de informação, a escola deve capacitar os alunos a terem acesso à informação para a usar na resolução dos problemas.

Objectivos

Objetivo geral da formação

Desenvolver competências no âmbito da aplicação de instrumentos de avaliação a nível adaptativo: a Escala de Comportamento Adaptativo versão Portuguesa

Objetivos pedagógicos/específicos da formação
  • Refletir sobre diferentes metodologias de promoção do potencial cognitivo das crianças garantindo adequada oportunidade de aprender
  • Abordar diferentes estratégias que têm como objetivo minorar a discrepância entre o potencial de aprendizagem e o desempenho cognitivo e escolar
  • Sugerir modelos para compensar as disfunções no processamento de informação, que suportam todos os processos de aprendizagem simbólica, e reduzir ao mínimo os fatores de exclusão.
  • Proporcionar o desenvolvimento de uma atitude profissional interveniente, autónoma e geradora de processos auto-formativos, no âmbito da temática da ação de formação

Plano Curricular

  1. A Sociedade Cognitiva (2 horas)
  2. Referenciais Teóricas da Educação Cognitiva (5 horas)
  3. Programas de Aprender a Pensar ou de Educação Cognitiva (6 horas)
  4. Prática com alguns instrumentos de Programas de Educação Cognitiva (6 horas)
  5. Elaboração de atividades/estratégias de promoção cognitiva (6 horas)

Calendário

Dia Horário Horas
Quarta (26/04/2017) 17h00/21h00 4.5
Quarta (03/05/2017) 17h00/21h00 4.0
Quarta (10/05/2017) 17h00/21h00 4.0
Quarta (17/05/2017) 17h00/21h00 4.0
Quarta (24/05/2017) 17h00/21h00 4.0
Quarta (31/05/2017) 17h00/21h30 4.5

Competências a Adquirir

  1. Dominar conceitos e teorias de fundação da Educação Cognitiva
  2. Conhecer diferentes programas de Aprender a Pensar
  3. Compreender a estrutura e a dinâmica da intervenção na Educação Cognitiva
  4. Ser capaz de criar atividades/estratégias de Educação Cognitiva

Avaliação

Assiduidade minima de 2/3 do total de horas do curso

  • Participação e Motivação (20%)
  • Planificação individual de atividades/estratégias de educação cognitiva (80%)

Coordenação

Vitor Cruz